TOP

Em busca de novos caminhos para exportação

Visando novas possibilidades de comercialização e novos mercados externos, os empresários do setor moveleiro e madeireiro do oeste se reuniram nesta semana para conhecer as ações do Projeto Brazilian Furniture, desenvolvido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e pela Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel).

A reunião ocorreu na sede da Associação e do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Amoesc/Simovale), sob a coordenação do presidente das entidades Osni Verona e do presidente da Mercomóveis 2012,Nivaldo Lazaron Junior.

As ações planejadas para este ano foram apontadas por Adriana Katekawa, responsável pela área de Inteligência Comercial do Brazilian Furniture. De acordo com a profissional, a meta é alcançar mercados com base em estudos realizados. “Há alguns meses estamos pesquisando o perfil dos países que possam ser importadores de produtos brasileiros. Tudo isso para fortalecer as vendas de móveis nacionais”.

Para participar das ações, os empresários devem associar-se ao projeto, que conta hoje com a participação de 43 empresas, três delas do oeste barriga-verde, e é gerido por um grupo de representantes dos principais polos moveleiros do país.

O foco do Brazilian Furniture está nos mercados da Colômbia, México, Peru, Angola, Chile, Emirados Árabes, EUA, Rússia e África do Sul. Como plano secundário estão os mercados do Panamá e Catar. É um projeto arrojado, que une as inteligências do governo brasileiro e da indústria do mobiliário, com o objetivo de desenvolver o setor moveleiro, agregando valor aos produtos do Brasil.

Entre as atividades previstas para este ano também estão as visitas às feiras internacionais, entre elas, de Dubai, Angola e México, eventos considerados excelentes vitrines e fontes de inovação para os empresários brasileiros.

As visitas técnicas terão como destino Peru e Chile, onde serão realizadas pesquisas para conhecer as características de mercado, o perfil do comprador e os preços de referência para prospectar importadores. O trabalho já foi desenvolvido em Angola, e os resultados servem como análise para as empresas exportarem ao País, através de relatórios e banco de dados com contato de possíveis compradores.

Outra ação prevista do Brazilian Furniture é o projeto Comprador, que traz ao Brasil possíveis compradores de móveis brasileiros. O interesse deve partir do polo, que conta com o auxílio técnico e financeiro para atrair compradores estrangeiros.

De acordo com o presidente da Mercomóveis 2012, a maior feira de SC que será realizada de 27 a 31 de agosto em Chapecó, pode ser uma ótima oportunidade para o oeste catarinense trazer e conquistar clientes de outros países e aumentar as exportações. “Quem vier, conhecerá os melhores produtos fabricados na região, referência em várias partes do mundo”, afirmou Lazaron Junior.

O projeto Vendedor também é uma alternativa para a empresa aumentar a exportação, pois leva empresários brasileiros a países estratégicos em busca de comercialização. Há ainda em fase de implantação o projeto Imagem e o Design, que visam fortalecer a marca do projeto e dos produtos brasileiros.

“A Amoesc e Simovale esperam ter no mínimo 10 empresas do oeste no projeto para fortalecer ainda mais o polo catarinense”, salientou o presidente Osni Verona. Outras informações sobre o projeto podem ser obtidas pelo telefone 49 3328 6669.

Empresários do setor moveleiro e madeireiro do oeste se reuniram nesta semana para conhecer as ações do Projeto Brazilian Furniture